Artigo analisa o presidencialismo de coalizão no governo Temer

87

Publicado na Revista de Ciência Política, o artigo intitulado “Sobreviviendo a reformas, impopularidad y casos de corrupción: el presidencialismo de coalición del Brasil de Temer” de autoria do Prof. Pedro Feliú Ribeiro, do Instituto de Relações Internacionais da USP e pesquisador do CAENI, analisa a grande capacidade que Michel Temer teve de aprovar sua agenda de governo e formar um apoio sólido e majoritário no Congresso Nacional no ano de 2017, apesar da baixa popularidade e da situação econômica e social desfavorável.

Por meio da distribuição de ministérios aos partidos aliados e a formação de uma coalizão partidária ideologicamente homogênea, Temer demonstrou a governabilidade do presidencialismo de coalizão no Brasil. A mudança do status quo, mesmo afetando a política externa, exemplificou o domínio do presidente na política brasileira, principalmente a sua capacidade de mobilizar recursos na delicada tarefa de organizar uma coalizão partidária altamente fragmentada.

Acesse o artigo no site do Caeni.