Cooperação Sul-Sul

271

Esta edição do Análise Caeni traz dois destaques principais: os seminários realizados nos meses de abril e maio, ambos como parte das linhas de pesquisa do NAP-Caeni. O primeiro – Workshop Legislativo e Política Externa – realizado em 25 de abril, reuniu pesquisadores de diferentes instituições do Brasil que discutiram como o Legislativo brasileiro tem atuado em relação a temas de política externa. Muito se tem discutido nos últimos anos sobre o processo decisório em política externa e de como os atores governamentais estão se envolvendo na discussão dos mais diversos temas internacionais. O seminário reuniu convidados da UnB, UFPE, UFABC e UFPB, todos com teses de doutorado relacionadas à temática, e um público de mais de 50 pessoas.

Na página 7, Pedro Feliú Ribeiro, co-responsável pela organização do evento, apresenta os principais pontos da discussão e faz um balanço do Workshop. O próprio pesquisador apresentou os resultados da sua tese de doutorado que propõe uma análise comparada do comportamento dos legislativos de seis países da América Latina.

No segundo seminário, de natureza internacional, o Caeni recebeu pesquisadores do exterior que discutiram as conquistas dos dez anos do Forum IBSA (Índia-Brasil-África do Sul) e os desafios da cooperação internacional. Também com um público amplo, o seminário IBAS: experiências e perspectivas da Cooperação Sul-Sul contou com convidados dos Estados Unidos, África do Sul e Reino Unido.

Ambos os seminários contaram com o apoio do Departamento de Ciência Política da USP e do Núcleo de Estudos Comparados e Internacionais (NECI). Nesta edição publicamos duas entrevistas dos convidados do Seminário IBAS. Na página 8, a entrevista com Surupa Gupta, da Universidade de Mary Washington, e colaboradora do NAP-Caeni. Outra entrevista que publicamos na página 11 traz comentários de Marco Vieira, com quem o Caeni também iniciou uma parceria com a Universidade de Birmingham, com apoio da FAPESP.

Acompanhando os temas da conjuntura internacional, trazemos a análise de Ruth Costas, jornalista da BBC Brasil em Londres, sobre a eleição do embaixador Roberto Azevedo para a secretaria geral da OMC. Além disso, como contribuição permanente, publicamos breves análises sobre as relações Sul-Sul, tomando como foco o comportamento desses países no âmbito multilateral, ou aspectos domésticos que podem ter impacto nas relações com outros parceiros. Não podíamos deixar de lamentar e publicar uma nota a respeito da perda de Kenneth Waltz, um dos grandes pensadores de teorias das relações internacionais.

Esperamos, mais uma vez, trazer informações relevantes e análises pertinentes para o público interessado em política internacional.

Amâncio Jorge de Oliveira.

2013 (jun) Cooperação Sul-Sul_n.2_Ano I